.

logo gen4

.

 “O que eu posso fazer pela paz?

Certamente podemos rezar, mas não só isso, cada um de nós pode dizer concretamente “não” à violência todas as vezes que depender de nós. Porque as vitórias obtidas com a violência são vitórias falsas, enquanto que trabalhar pela paz faz bem a todos! ” (Papa Francisco, no Angelus de 14 de fevereiro de 2018)

Uma Gen 4 tinha feito esta mesma pergunta a Chiara Lubich no 1Congresso Gen 4 em 1988. E Chiara respondeu, “a Paz: antes de tudo devemos tê-la dentro de nós (...) e depois fazer as atividades por um mundo unido, porque o mundo unido é sempre um mundo de paz. Depois, rezar pela paz”.

E ainda, em 1996: “Chiara, por que não existe a paz? O que nós Gen 4 podemos fazer? “(...) não existe a paz na terra porque não conhecem o amor, não conhecem o amor então não constroem a paz (...) se ao invés conhecessem o amor, todos se queriam bem e logo existiria a paz”. Então nós que conhecemos o amor, vocês Gen 4 que sabem fazer tantos atos de amor, vocês devem fazer de tudo para fazer estes atos de amor e assim levar o amor ao mundo, então nascerá a paz”.

 BambinoconDado

Os gen 4 do mundo todo estão tentando “levar o amor ao mundo” ... e com o amor “nascerá a paz”:

Um dia lancei o “dado do amor” e caiu “amar o inimigo”. Lembrei-me de uma colega da minha classe que durante o intervalo me bate, achei que fosse difícil colocar em prática aquela frase, em todo caso, queria tentar. Alguns dias depois voltei da escola feliz: chegando na classe sentei-me ao lado daquela colega que era um pouco uma “inimiga” e dei-lhe um beijo dizendo-lhe: “Agora somos amigas”. (Valentina – do Brasil)

Um dia Stoyan e Nikol da Hungria estavam brincando com outras crianças em dois grupos. A um certo momento começaram a atirar pedras, um grupo contra o outro. Stoyan e Nikol lembraram-se que de manhã lançando o dado tinha saído “amor reciproco”. Pararam imediatamente e parando a “brincadeira”, pediram desculpas ao outro grupo. Depois formaram dois times de futebol e jogaram todos juntos.

 

…. e com eles muitas outras crianças e adolecentes... como aqueles que aderem ao projeto Living Peace (http://livingpeaceinternational.org). Alguns deles são até nomeados “Pequenos Embaixadores da Paz pelo Círculo Mundial dos Embaixadores da Paz (com sede em Genebra – Suiça):

Mia Stankovski e Matija Borci são duas crianças que frequentam a Escola Raio de Sol, na cidadezinha Faro na Croácia. A escola faz parte do projeto Living Peace. As crianças e as professoras delas propuseram que elas fossem escolhidas para serem “Pequenos Embaixadores da Paz”, por estes motivos:

“Quando alguém se machuca, Mia corre rapidamente até lá para consolar, seja um menino ou uma menina”. (Anica)

“Não fica com raiva quando os outros não concordam com as suas propostas”. (Jana)

“Mia é tranquila e em paz no meio das crianças. É uma boa amiga, sabe compartilhar e ajuda a todos sem distinção em todas as ocasiões. E ajuda sobretudo aqueles que estão em dificuldade”. (Slađana - professora)

“Um dia quando brigamos, Matija pediu-me desculpas e assim fizemos a paz. Uma vez caí e ele correu até mim para saber como eu estava”. (Vito)

“É o meu melhor amigo, ele é muito gentil e sempre divide com todos aquilo que traz de casa. Muitas vezes me ajuda a arrumar as coisas e a desenhar”.  (Jakov)

 

…somos muitos mas agora queremos contar para tantos outros e chegar a...

“MILHARES DE CRIANÇAS PELA PAZ!”

Você também quer nos ajudar?

- vivendo como Maria que sempre amou a todos

- recomeçando a cada dia a descobrir como amar (lançando o dado do amor toda manhã) e explicando-o a muitas outras crianças e não só!

- usando e fazendo conhecer o dado da paz, que também nos lembra que para construir a paz temos que saber perdoar para recomeçar a amar...

- rezando pela paz (sozinhos, com a família, na escola...) todos os dias, mas de modo especial, como nos pediu Papa Francisco,

Na próxima sexta-feira, dia 23 de fevereiro,

- juntos, no mundo inteiro, pediremos a paz para todos os lugares onde ainda não existe e de modo particular por dois países africanos: a República Democrática do Congo e o Sudão do Sul.        

…e se quiser nos contar como foi, quantos vocês eram, o que fizeram para viver, rezar pela paz com os seus amigos, colegas da escola, do catecismo, nas lojas, no parque, em qualquer lugar onde você esteve, escreva aqui abaixo!

Será muito bonito saber quanto amor terão levado ao mundo estas crianças pela paz!

 

Este site utiliza cookies, também de terceiros, para oferecer maiores vantagens de navegação. Fechando este banner você concorda com as nossas condições para o uso dos cookies.