Crianças Cidadãs


“Dare to care” é o lema escolhido para a campanha Pathway 2020/2021 do Projeto United World, que visa colocar o paradigma do “cuidar” no centro da política e da nossa vida de cidadãos (http://www.unitedworldproject.org/daretocare/).

Pareceu-nos uma maravilhosa ocasião para valorizar, incrementar e ressaltar um dos aspectos fundamentais da vida gen4, que justamente porque é centralizada no amor ao próximo em todas as suas nuances (a arte de amar com o dado do amor, a cultura do dar...) esta constantemente aberta a doar-se, a comprometer-se em viver por um mundo mais unido e a difundir os valores da paz e da fraternidade universal.

A formação dos gen4 já prevê o desenvolvimento de habilidades de colaboração, a capacidade de reconhecer e apreciar as diferentes identidades em uma perspectiva de diálogo e respeito mútuo, fazer experiências de cidadania ativa, de cuidar do meio ambiente e da natureza, o desenvolvimento da consciência, desde pequenos, que são cidadãos globais. Entretanto o mundo adulto nem sempre entende a potencialidade das crianças como verdadeiros geradores de valores pró-sociais e de fraternidade.

Gostaríamos, portanto, que o ano 2021 possa ser uma etapa importante para as crianças no desenvolvimento de valores e comportamentos, voltados para o crescimento social saudável, para tornarem-se “crianças cidadãs”, capazes de participar ativamente da construção da coletividade, acompanhados adequadamente pelos assistentes gen 4, pelos animadores dos grupos e pelos pais; fazendo com que as crianças vivam uma experiência global, ao longo do ano, trabalhando juntos em uma única equipe entre gerações e sobretudo envolvendo as crianças como protagonistas da mudança. Por esta razão, acreditamos que é essencial apoiar os assistentes e animadores para que tenham a capacidade de dar espaço às crianças, para que possam ser protagonistas e sejam reconhecidas em todas as sociedades em que eles vivem a sua dignidade e importância.

Com esta intenção, foi feito um primeiro vídeo de capacitação para todos os educadores (https://youtu.be/sR5HtMX1AXQ).

Mas, já existem tantas experiências nascidas localmente e em atuação: ações e iniciativas promovidas pelas crianças e destinadas ao diálogo, no reconhecimento e respeito das diferentes identidades, no cuidado com o meio ambiente e com a natureza, na ajuda aos menos favorecidos, no compromisso em cuidar das feridas sociais da própria cidade.

Em Portugal eles plantaram árvores para reflorestar os bosques queimados depois do terrível incêndio de 2018; no estado de São Paulo no Brasil, organizaram uma “Feira de troca de brinquedos”; em Burquina Faso, ajudam a costurar máscaras anti Covid.

Ainda no Brasil, quando teve início a ação “Crianças Cidadãs”, os gen4 tiveram as seguintes ideias:

- A primeira é recolher caixas de leite e suco para doar a uma associação que trabalha para pessoas que vivem pelas ruas e fazem cobertores para eles, deste modo podem levar para eles também leite e suco de fruta.

- A outra é recolher tampinhas de plástico para ajudar a uma menina que tem uma paralisia cerebral e deve recolher 54 toneladas de tampinhas para conseguir fazer a operação.

Os gen4 levaram a sério estas duas atividades e fazem a coleta nos bairros e condomínios da cidade.

Na Itália, os gen4 das cidades de Pescara e de Chieti, com as suas famílias, colaboraram com a Comunidade de Santo Egídio para a distribuição de gêneros alimentícios para os sem teto da cidade.

Durante uma semana cada família se comprometeu em preparar o jantar para 5 pessoas: sanduíches, fruta, água, um docinho e um bilhetinho onde cada criança expressava todo o seu amor. Os voluntários da Comunidade de Santo Egídio nos contaram que: “Algumas pessoas que tinham recebido os sanduíches ficaram muito impressionadas por aquele gesto de amizade, sobretudo porque vinha das famílias e das crianças. Por exemplo, um homem um pouco tímido tinha recebido uma sacolinha com a refeição sem o bilhetinho, quando percebeu pediu para receber também! Assim, pegamos um bilhetinho e ele ficou muito satisfeito, embora não quisesse demonstrar! Ou ainda, outro rapaz que gentilmente recusou a refeição, quando soube que o sanduíche tinha sido preparado por crianças, leu o bilhetinho e logo quis comer, partilhando com um amigo!”.

A família de um gen4 que tinha recebido um vale em dinheiro para as despesas neste período de Covid, depois desta experiência decidiu doá-lo para ajudar as famílias de imigrantes pobres.

Neste período de Natal eles repetiram a iniciativa.

 


Crianças Cidadãs
  • Versione
  • 0 Scarica
  • 0.00 KB Dimensioni file
  • 0 Conteggio file